passagem
sob sol sustenido maior


Desde que as queimaduras de sol não estorvem o cotidiano, não ater-me ao que me afete mais de perto, não, nada digo aos transeuntes, nada falo a mim mesma aqui e agora todos sabem o que há no ar e nas plantas já se vê o delírio e o delíquio dos campos nos quais toda gente se mostra como é: o sol para todos -mais para uns-, e essa percepção de que as coisas tenham rumo exitoso, ah, ia me esquecendo da fala dos relógios, ia me excedendo no lucro diante dos meus pares e dos meus ímpares. Sei que a brincadeira, ou hábito, de enganar com as mãos é muito antiga, vem dos primórdios da Humanidade. Ponha uma pedrinha numa das mãos, e dê a oportunidade para que se adivinhe em qual delas está ou não está o arrazoado, a perdição.
DMC
******
No dia 20 de junho, o bibliófilo e empresário José Mindlin foi eleito para ocupar a cadeira nº 29 da Academia Brasileira de Letras – ABL, vazia com o falecimento de Josué Montello. Há poucos meses, também fora eleito para a ABL o cineasta Nélson Pereira dos Santos.
******

Poema de Ho Chi Minh (1890-1969)

Uma noite sem dormir. Duas noites.
Três noites. Impossível dormir! Agito-me, angustiado.
Quarta noite, quinta noite. Será sonho? Vigília?
Cinco pontas de uma estrela enrolam meus pensamentos.

******
Foto de Juliana Louro

Anúncios
Esta entrada foi postada em arte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s