ENFIM, SÓS.
ENFIM, JUNTOS.

Estamos tão fascinados e envolvidos por nossa consciência subjetiva que nos esquecemos do fato milenar de que Deus nos fala sobretudo através de sonhos e visões. O budista despreza o mundo das fantasias inconscientes considerando-as ilusões inúteis; o cristão coloca sua Igreja e sua Bíblia entre ele próprio e seu inconsciente; e o racionalista ainda nem sabe que a sua consciência não é o total da sua psique. Este tipo de ignorância continua a existir apesar de o Inconsciente ser, há mais de 70 anos, um conceito científico básico e indispensável a qualquer investigação psicológica séria.

Não podemos nos permitir uma atitude de “Deus-Todo-Poderorso”, elegendo-nos juízes dos méritos ou desvantagens dos fenômenos naturais. Não baseamos nossos conhecimentos de botânica na ultrapassada classificação entre plantas úteis e inúteis, ou os de zoologia na ingênua distinção ente animais inofensivos e perigosos. Mas, complacentemente, continuamos a admitir que consciência é razão e inconsciência ´contra-senso. Em qualquer outra ciência tal critério faria rir, tal a sua improcedência. Os micróbios, por exemplo, são razoáveis ou absurdos ?

CARL GUSTAV JUNG. O Homem e Seus Símbolos. Chegando ao Inconsciente.
*******

poema de Darlan
FRAGMENTOS DE UM AMOROSO ACERVO

É comum pensar que o amor não é figurativo, realidade só
a quatro mãos, não sendo afeito à mágica, entretanto, o amor
se entrelaça com a cegueira e a pertinência do riso fácil
diante de alguma torneira esquecida aberta (metáfora dele mesmo
é a torneira aberta), sim, desanda por aí o amor
nos muros sobe e desce a correnteza do riacho e investiga
os grãos à sua porta, os sons

todos da manhã juntam-se aos resquícios do grito
sob o qual a feira pára para vê-lo remexer entre os peixes
e as frutas um possível critério de mais ou menos valia, sim,
o amor está no ar, medra, ginga o próprio bailado
em busca da exata fonte

onde esteja o que lhe falta. E aí, outra história agarra
a sua oportunidade.
*******
foto: Felipe Obrer

Anúncios
Esta entrada foi postada em arte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s