CRISTAIS ENTRE ALGODÃO ?

 Boneca com poás

CRESCENTE CONDIÇÃO


Na sexta-feira, 23 de novembro, pouco depois do meio-dia, uma das minhas vizinhas recebeu um telefonema do tipo que já se tornou prática comum e cada vez mais usada por facínoras, aproveitando-se de facilidades da tecnologia, do descuido ou descaso de autoridades (note que eu não disse das autoridades – generalizando), da pressa cotidiana que atordoa as pessoas, deixando-as cada vez mais mentalmente anestesiadas, psíquicamente semi-inertes, e do socorro ou da brecha de um perverso anonimato via telefone, via contas bancárias cheias de nuanças para não serem detectadas, ou seja, um telefonema no qual se ouvia a voz de sua filha, professora, que já havia saído para lecionar na parte da tarde, a voz dela, chorosa, dizendo que tinha sido seqüestrada, e coisas assim desconexas e apavorantes. Uma situação extrema para a lucidez, fortíssimas contrações dos músculos cardíacos, alteração imediata da pressão arterial e do psiquismo.

Ao sair do apartamento, apavorada, descalça, encontrou-se com o síndico, que chegava da rua, e que a levou à escola da filha, de onde iriam à polícia.

A exigência era a clássica: dinheiro. Seria. Acontece que, após ouvir “Mãe, tô aqui, na mão dum seqüestrador. Me acode, mãe, me acode !”, ela desligou. O telefone tornou a soar, mas ela não atendeu. Temeridade dela não atender, já que não falara uma só palavra com os foras-da-lei ? Vejamos.

Eis que a Psicanálise sabe que a mente pode, em função de algum trauma, anuviar-se total ou parcialmente; pode fugir momentâneamente, por longo período (dias, semanas, meses, anos) ou em definitivo. E assim é que milhares de anos falam em nós – o chamado instinto de conservação -, falam de tal forma que ela, a minha vizinha, não percebeu não ser de sua filha a voz clamando por socorro, lá do lado outro de um telefone do qual só mesmo o diabo (a empresa de telefonia) saberia qual é – ele, o Belzebu eletronizado e entronizado. É de se lembrar que, sem água ou sem telefone, o Mundo não gira.

Chegando à Escola onde a filha leciona, ela não havia chegado; mas meia-hora depois lá estava: sem saber de seqüestro algum tentado sobre a sua pessoa. Ao saber disso quando cheguei à minha casa, ponderei que aquilo fôra tramado por quem, por um motivo qualquer, por um acaso, soubera de horários e, mesmo, da estável condição finaceira delas. Ou não. Mas como se sabe que de dentro das prisões são dadas ordens para isso e aquilo, que suas patas são bastante largas para alcançar pessoas em quase todos os lugares, a pergunta que persiste é: – Até quando o que restou da Sociedade vai sair ou ficar em casa sem um peso tal a corroer-lhe os dias?

Ambas estão bem, mas nem sempre termina assim tal situação.

Texto: DMC
Foto e trabalho (bolsa): CAROL GRILO

Anúncios

4 comentários em “CRISTAIS ENTRE ALGODÃO ?

  1. washington prudencio disse:

    algo bem acima, o seu comentáriom darlan. tornar a internet palco de ações intensas de escrever e ler, musicar. precisamos, realmente.
    feliz aqui por sua participação.
    vou incuir seu site nos aliados. ok?

    washington

    Curtir

  2. Ti@go Gomes disse:

    Caro Darlan M. Cunha,

    Fiquei muito feliz ao ler seu comentário, me emocionou! São essas coisas que fazem com que tenhamos (blogueiros)a certeza e sensação de objetivo alcançado: ajudar ao próximo compartilhando conhecimento e informação. Que bom que gostou do blog, e se informou e divertiu com ele (estamos aqui pra isso mesmo né? rsrsrsrsr). Mande um abraço ao seu irmão, e obrigado por repassar o post.

    Parabéns pelo seu blog também e, principalmente, por expor suas idéias e opiniões tão bem…

    Abraços e volte sempre, a “casa” é sua!

    Curtir

  3. uaíma disse:

    Fico-lhe reconhecido por isso, Washington.

    Darlan

    Curtir

  4. uaíma disse:

    Não há de ser nada, caro Tiago. Voltarei, sim, à “estoutra minha nova casa”.

    Darlan

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s