PASSEIO NA MESOPOTÂMIA

camisaforca.gif
Completam-se cinco anos sob os quais o Iraque – antiga região da Mesopotâmia, berço real da humanidade e do que ela deveria ter em alta conta – o alfabeto -, padece a barbárie cotidiana a que, sem uma palavra melhor para traduzir o que significa, chamam de War on Iraq.
*****
A quantidade espantosa de subterfúgios querendo mascarar a improbidade, a magnitude de tal acontecimento (molda-se e assegura-se, em parte, a partir dele, o futuro de uma nação distante, não a de uma noção equânime da Vida, pois trata-se de sobrevivência, do que só o apelo militar pode dar), é de dar êmese e hemoptise a quem ainda possua algum naco de visão sem remela nem pus com que caracterizar seus próprios dias.
*****
Ingênua pessoa sendo eu, parece-me que o Mundo é mesmo feito só de fracos e fortes, de interesses: “Passa cá o meu e o teu !”.
*****
E assim vivem todos: amarrados, iguais ao boneco aí ao lado.
(DMC)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s