a rota da seda

DSC05306

Certas viagens requerem um preparo mais apurado, quase que um ritual, quebrando de tal forma a monotonia, tomam conta de práticamente todos os momentos do viajante, nos dias que as antecedem. Viajar está no mais fundo de nós, e não há como ficar indiferente a uma viagem – seja ela a negócio, seja para enterrar alguém, seja para receber um prêmio, seja uma fuga do meio social ou familiar.

Falando francamente, a viagem que eu gostaria de ter feito é aquela que foi capaz de atrair milhares de mercadores, artífices, saltimbancos, embaixadores, enfim, gente de toda cepa enfiando-se no seu traçado, sob climas e subclimas pavorosos por milhares de quilômetros, atravessando longitudes e latitudes, sempre a mando da sobrevivência, da conquista, misturando idiomas e costumes, sempre sob a luz de algum negócio, ou seja, claro está que falo da rota da seda.

Foto e texto: Darlan M Cunha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s