da Rota da Seda aos drones

DSC00740

 

     Um ditado popular, repetido por minha mãe, nos diz: enquanto descansa, carrega pedra, sendo que ela própria executa este preceito, e de tal forma que eu fico cansado só de vê-la trabalhar. Assim é com certa gente, não muita; mas cada qual tem seu esquema, sua química, carrega consigo sua vontade consciente para agir, ou não.

     Uma simples carroça pode evocar numa pessoa mais atenta milhares de anos de história, que ali estão argumentos irrespondíveis, a necessidade, a invenção da roda, a doma dos animais de tração, de forma que ainda hoje, nesse tempo no qual qualquer um tem um drone em casa, para bisbilhotar a vida alheia, e qualquer país tem, para sondar o campo inimigo, a carroça resiste, não somente no nosso imaginário, mas de modo real.

 

Foto e texto: Darlan M Cunha

Anúncios

4 comentários em “da Rota da Seda aos drones

  1. […] Sourced through Scoop.it from: uaima.wordpress.com […]

    Curtir

  2. henriquedesa disse:

    Vim convidá-lo para visitar meu blog: https://henriquedesa.wordpress.com/

    Curtir

  3. uaíma disse:

    Grato, Anísio, pela presença.
    Darlan

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s