Dias é o teu nome e sobrenome

Zé... vizinho, mora em frente

 

     Uma vez começado o dia, o que se tem à frente é um campo fértil para se perder algo da pretensa autonomia já minguada feito sopa rala. Cada vez mais, menos se é dono do próprio ritmo, a criatura tem tremores, come algo insosso, bebe algo, de pé. E porque todos vivem em suicidades ou monstrópoles (mesmo quem resiste no interior atende ao Mando Geral), sentem a bile do outro, cara crispada, e nenhuma intimidade, a não ser para com a dúvida. O silêncio tomou conta das barulhentas cidades. Venceu, enfim..

foto e texto: Darlan M Cunha

visite: PALIAVANA4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s