a horse with no name

dsc00796

*

     Dizem, muito acertadamente, que à cavalo dado não se olha os dentes, não, e também se pode completar que há muitas outras coisas que se deve evitar, por exemplo: não perturbar o vizinho, não cuspir no saguão, não chamar moça de rapariga (isto é lícito lá em Portugal, o idioma lá permite isso, mas aqui é confusão pesada na certa), também não é conveniente andar com senhas na carteira ou na bolsa, e muitíssimas outras situações que devem ser evitadas a todo custo. Dito isso, perdoem-me, porque vou beber um cafezinho, pôr arreios no cavalo, e ir ver a bem-amada, que mora em Quixeramobim – mas esta é outra história.

*

foto e texto: Darlan M Cunha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s