as cidades, 1

Região do Barreiro, Tirol, etc… BH

A cidade é pragmática com seus moradores, e os anula ou os mantêm vivos ou os expulsa conforme a força de cada um em resistir ou não às investidas diárias. Na selva vivem lacraias escorpioas salamandras borboletas peixes-voadores camaleoas leoas leões baratas bibas caranguejeiras pirilampos beija-flores libélulas gaviões urubus hienas serpentes sapos louva-deus piranhas cabritos andorinhas andorinhões, sim, todos estes e estas, e mais: cobra-d’água ratos cães e gatas e até gente que se parece com gente – os mais perigosos, mas viver é preciso, e todos e todas se apertam e se amam e se odeiam e continuam num barato total. Viver é aprender.

Darlan M Cunha

2 respostas para “as cidades, 1”

    1. A propósito desta postagem de hoje,eu me lembrei aqui e agora de que já escrevi umuma a frase do dramaturgo Dias Gomes, frase que encontrei num pequeno livro, não de autoria dele – algo assim como uma epígrafe: “O Brasil é um país que desmoraliza o absurdo.”

      Vamos que vamos.
      Darlan

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s