natural

Musa paradisíaca

*

Quando a gente se vê diante de um pé de qualquer fruta, carregado, a mão logo vai rumo às delícias, não há como escapar do chamado natural. Estas belezas aí, e várias outras de outras espécies e famílias e gêneros, estão no sítio de uma prima minha, aqui perto de BH. É uma luta criar coragem para voltar para a monstrópole.

*

  • Darlan M Cunha: foto e texto

Quarta-feira sem febres terçã e quartã

Rumo às bocas – nestes corações eu creio mais.

@1. Um punhado de bananeiras em plena avenida, carregadas, parei,e aqui estão em sua infância, tempo de espera.

>>>

Bacalhau com ovos cozidos, salada…

@2. Pantagruel é um personagem, famoso glutão, daqueles de não fazerem feio num banquete romano, tal e qual a História nos diz que foram, como foram. Não vejo quase nada mais tão insensato quanto o fato de alguém fartar-se de comida e bebida até o limite do vômito, algum descanso na devassidão, e então recomeçar com faisões, frutos do mar, leitões, vinho envenenado com o chumbo das taças, e tome peixes e aves, javalis, vinho + vinho, mulheres e garotos, sabe lá o amigo Satã que iguarias mais. O ser humano é um infinito manancial de buscas, de contradições, piada e tragédia, até pôr para fora O Nascimento da Tragédia (Nietzsche), Decameron (Boccacio), A Origem das Espécies (Darwin), A Interpretação dos Sonhos (Freud), Caím (Saramago), Shakuntala (Kalidasa), O Coração das Trevas (J. Conrad), O Pássaro Pintado (J. Kosinski), Grande Sertão: Veredas (J. G. Rosa), Satan Says (Sharon Olds), O Caderno Rosa de Lori Lamby (Hilda Hilst), Trópico de Câncer (H. Miller), Lavoura Arcaica (Raduan Nassar), Laranja Mecânica (A. Burgess), Os Ratos (Dyonélio Machado), Guernica (Picasso), Os Retirantes (Portinari), Terra (S. Salgado). Assim caminhou e caminha a Humanidade, de tropeço em tropeço ela está sempre se balizando por um facho de luz no fim do túnel.

Frase do escritor inglês Anthony Burgess, autor, entre muitos outros livros ferozes, de Laranja Mecânica: “When a man cannot choose he ceases to be a man.

>>>

Coalhada

@3. O nível atual está em 96 mg/dL, abaixo do limite 100, mas é preciso não exagerar nas paradas em docerias, padarias, manias, o melhor é trancar a geladeira com uma senha dificílima, para ser esquecida em minutos, de tão complexa, mas como resistir, se a carne é fraca, se o miolo é mole, se não há vontade no tutano ?

>>>

: darlan m cunha