o imaginário / the imaginary

foco

***

Comece a narrativa com o que houver, principalmente, com o que não houver. A partir da cama tu vês boa parte do bairro, ou estás pensando no café da manhã ? aonde irás, após o ritual matinal ? qual será a primeira fila do dia ? deixe essa latinha ainda desligada um pouco mais – esqueça, poupe conversas inúteis, abobrinhas diárias, ou conversas pra boi dormir. Mude o valor das montanhas à frente. Estás bem de saúde ? Talvez já não estejas bem de saúde física ou mental, mas não sabes. Viver é teatro, é comprar e vender, cada qual com a sua pescaria, o mercado está em todo lugar. Meu nome é Nada, eu venho de Ur, cidade primeira da Mesopotâmia, hoje, Iraque, mas passei uns tempos em Sodoma e Gomorra. Comece ou continue a tua narrativa.

*

Start the narrative, dear friend, with whatever there is, especially with what there isn’t. From your bed, you see what: part of the neighborhood, or are you thinking about breakfast ? where will you go, after the morning ritual ? what will be the first line of the day ? leave that little can still off a little longer – forget about it, save yourself useless conversations, daily nonsense, conversations for sleeping. Change the value of the mountains ahead. Are you in good health ? Maybe you are not in good physical or mental health, but you don’t know it. Living is theater, it’s buying and selling, each one with his own fishery, the market is everywhere. My name is Nada, I come from Ur, the first city in Mesopotamia, today, Iraq, but I spent some time in Sodom and Gomorrah. Start or continue your narrative.

*

Darlan M Cunha: foto e texto

senhas / passwords

pausa

O ASSOMBROSO MUNDO DA MÃE SENHA

Somos filhos da Senha, tudo tem de ser conferido, ou a aba, o segredo não se abrirá, bastando alguns cliques, ou nada feito, teus cabelos ficarão crispados de raiva, tuas unhas apertando a superfície mais próxima, som de fúria, as páginas são rinhas trocando de senhas, mas o dique vaza, para o desespero sentado numa cozinha pequena, tudo em silêncio, menos o vizinho barulhento, isso vai mal, creia, senhas são seguranças vestidas com tecidos transparentes, são necessárias, mas ainda servem pouco sob o ataque de uma curra informática, sim, tu és filha da Mãe Senha, todos são filhos dessa mesma mãe, portanto, todos têm N irmãos e irmãs avaliadas e avariadas. Não há saída. No way.

*****

THE AMAZING WORLD OF THE MOTHER PASSWORD

We are children of the Password, everything must be checked, or the flap, the secret will not open, just a few clicks, or nothing done, your hair will be crisp with rage, your nails clenching the nearest surface, sound of fury, the pages are puzzles changing passwords, but the dam leaks, to your despair sitting in a small kitchen, all silent but the noisy neighbor, this is going badly, believe me, passwords are security guards dressed in transparent fabrics, they are necessary, but still serve little purpose under the onslaught of a computer curse, yes, you are the daughter of Mother Password, everyone is a child of that same mother, so everyone has N brothers and sisters assessed and broken down. There is no way out. No way.

*****

Amadas e Caros, vamos à macarronada do sábado, que a feijoada fique para o domingo:

SÁBADO: MACARRONADA — DOMINGO: FEIJOADA
  • Darlan M Cunha

pó / dust

Belvedere – BELO HORIZONTE

SEM NENHUM AMÉM, NENHUMA CONTEMPLAÇÃO

E o Homem criou a Sombra que cobriu tudo, e se descobriu Senhor de Anéis sem valor prático algum, e se tornou blasfemo, bunda e peitos de fora, a cabeça tão vazia quanto uma cabaça rolando num areal, nalgum ermo do mundo, sim, è vero, o Homem inventou a Sombra, e o planeta ficou de joelhos ainda mais quando Ele deu de inventar a maior das Sombras: a Religião, ou seja, Catarse de nada ou de décima categoria abaixo do Nada, assim é o Sapiens, uma coisica hoje ajoelhada, submissa diante do Supremo Senhor da Vida e de sua Antítese – Corona.

***

WITH NO AMEN, NO CONTEMPLATION

And Man created the Shadow that covered everything, and discovered himself to be Lord of the Rings without any practical value, and became a blasphemer, butt and breasts hanging out, his head as empty as a gourd rolling on a sandy beach somewhere in the middle of the world, yes, it is true, Man invented the Shadow, and the planet was even more on its knees when he invented the greatest Shadow of all: Religion, that is, Catharsis of nothing or tenth category below Nothingness, so is Sapiens, a thing today kneeling, submissive before the Supreme Lord of Life and his Antithesis – Corona.

Darlan M Cunha

trajetória

Mande notícias do lado de lá / diz, quem fica…” (NASCIMENTO / BRANT)

POSTAGEM Nº 1092

A QUEM POSSA INTERESSAR

ONTEM, 22 de abril (uma data crucial na História do Brasil), recebi um singelo mas elegante comunicado da WORDPRESS.COM, dando-me conta de estarmos juntos há 14 anos, parabenizando-me pela trajetória (a recíproca é verdadeira), sem rusgas, sem pés frios, sem café frio, sem roncos, sem salto alto e/ou indiretas venenosas, enfim, são muitos os fatos os quais se diz serem de reincidência em quase todo convívio, no cotidiano mundo afora.

Agradeço à EQUIPE da WP, esta plataforma ímpar que encontrei por acaso, da qual eu não tinha ouvido falar, há exatos quatorze anos, no que até hoje resultou em 1092 postagens, e diversas amizades que vão se consolidando. Entrei e fiquei.

Grato.

Darlan M Cunha

***

POST #1092

TO WHOM IT MAY CONCERN

YESTERDAY, April 22nd (a crucial date in the History of Brazil), I received a simple but elegant communication from WORDPRESS.COM, telling me that we have been together for 14 years, congratulating me for the trajectory (and the reciprocal is true), without raids, without cold feet, without cold coffee, without snoring, without high heels and/or poisonous indirect, in short, there are many facts that are said to be of reoccurrence in almost every conviviality, in the daily life around the world.

I thank the WP TEAM, this unique platform I found by chance, which I had never heard of, exactly fourteen years ago, which resulted in 1092 posts and several friendships that are being consolidated. I joined and stayed.

Thank you very much.

Darlan M Cunha

***

Enquanto isso, as notícias se atropelam, são tantas que nenhum cérebro as alcança no seu significado total, há muita pressa, muito osso, muito rescaldo, muito se queima, não há um caminho, um fio ligado de fato um no outro, é só balbúrdia, pelo que não há ninguém sadio, sem possibilidade de equilíbrio psíquico, mas todos felizes, ou pseudos, sim, será que já ouvimos isto por aí, ali e acolá e além-lá ?

Minhas amadas e meus caros, cá estou, às 04:45 h, saboreando miojo, ao qual adicionei batatas, ovo, folhas de coentro, um fio de azeite, e o humilde pão ao alcance da mão. Penso, logo existo ? Não, não é bem assim, acho eu, penso, mas logo dispenso esta certeza, mas não todas as certezas que ainda tenho. Por exemplo: quantas dúvidas se deitarão comigo, hoje ? Do amanhã nada direi, porque ele ainda não existe de todo – obra em progresso.

Darlan M Cunha

ar é mais

Três equipes em campo, jogo duro, por enquanto, 2021 x 3 para FOLHAS & VENTO contra VARREDORES

As pessoas aterrorizadas e tristes, será preciso muito mais do que simples mudança da sociedade, mas confio em que esta surra avassaladora, mortal, possa mudar certas atitudes deploráveis. Será difícil, não impossível, desde que muitos/as se toquem perante essa falta de ar, e que haja Governo. Confio estar em minha porta, para sentir a leveza, após esta caçada ao pavor do mundo, esta sombra mutante, com mil truques, este sinónimo de fôlego morto, camas ausentes e famílias destruídas.

Meu exame Corona Vírus-19, de 14/04/2021, feito em Belo Horizonte, por gente amiga de conversa luminosa, o qual eu tenho aqui em mãos o resultado, deu nisso: Não detectável.

***

People are terrified and saddened, it will take much more than simply changing society, but I trust that this overwhelming, mortal beating can change certain deplorable attitudes. It will be difficult, not impossible, as long as many are touched by this breathlessness, and there is Government. I trust to be on my doorstep, to feel the lightness, after this hunt for the dread of the world, this mutant shadow, with a thousand tricks, this synonym of dead breath, absent beds and broken families.

My Corona Virus-19 exam, dated 04/14/2021, done in Belo Horizonte, by friends of good standing, luminous conversation, which I have here in my hands the result of, gave this: Not detectable.

Darlan M Cunha

UMA PEQUENA/GRANDE AMOSTRA, NO VÍDEO FEITO POR UMA DE MINHAS IRMÃS, DE COMO SOMOS AFETADOS, DE UM MODO OU DE OUTRO, DIA E NOITE: Vídeo… ATLANTA-SÃO PAULO.mp4 – YouTube

bem mal

erva-cidreira
boldo

Pulsar

Todos comungam o mesmo silêncio,
bujões e manômetros sem gás nem fluido
metrônomos sem música e amores afastados
em todos os cantos do mundo
há feixes de feno e de dúvidas, apertados
feito galés e cosmonautas nos braços do Tempo
a memória já em prantos
e nenhum relógio nem estojo nem piadas
há somente os olhares incapazes de discernir
e as mentes quase alheias ao Todo e ao Nada,
o silêncio vai partir com os dentes da apreensão
à vista, mas as pessoas que vão embora
esperam por luz riso pão.
O mundo é grande e pequeno, estás a sós.

*

Pulsar

Everyone shares the same silence,
stoppers and manometers without gas or fluid
metronomes without music and distant loves
in every corner of the world
there are bundles of hay and doubts, tight
like galleys and cosmonauts in the arms of Time
memory already in tears
and no clock or case or jokes
there are only the looks unable to discern
and minds almost alien to All and Nothingness,
the silence will break with the teeth of apprehension
at sight, but the people who go away
wait for light laughter bread.
The world is big and small, you are alone.

*

Darlan M Cunha